Notícias

15/12/2017 - Notícias Nova Central
CONTRATUH empossa nova diretoria e reforça seu compromisso na luta contra as "reformas" do governo Temer




A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade (CONTRATUH) empossou sua nova diretoria para o mandato do próximo quinquênio durante evento realizado na noite desta quarta-feira (06), em Brasília (DF). Lideranças políticas e sindicais, como o senador Paulo Paim (PT-RS), o presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), José Calixto Ramos, a representante da União Internacional dos Trabalhadores na Alimentação (UITA), Jaqueline Leite, e o coordenador do Fórum Sindical de Trabalhadores (FST), Artur Bueno, prestigiaram o novo corpo diretivo da entidade.


Para Moacyr Roberto Tesch Auersvald, presidente reeleito da CONTRATUH, o papel da nova diretoria é de resistência e tentativa de recuperar os direitos perdidos pela classe trabalhadora com a aprovação da Reforma Trabalhista. “Temos que ter muita garra, e todos que fazem parte da diretoria hoje brigaram muito para fazer a composição da chapa eleita. Agora, cabe a nós honrar o voto de confiança de toda categoria. Perdemos 52 parlamentares que defendiam direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras, e isso fez diferença nas votações desse ano. Mas as eleições estão chegando, precisamos fazer uma história diferente. Nosso voto é uma procuração assinada em branco e, por isso, peço o comprometimento de cada um para reverter esse atual quadro”, declarou.

Artur Bueno completou as palavras de Moacyr, enaltecendo que o movimento sindical “saíra muito mais forte depois desse momento difícil”. “É preciso levar para as bases todas as informações sobre o que realmente está acontecendo com a classe trabalhadora. Temos que esclarecer a população sobre as perdas com a nova lei trabalhista. Além disso, eles precisam saber quem são os políticos votaram por essa retirada de direitos”, disse.


“Para mim, é uma honra estar aqui nesta posse. A CONTRATUH sempre se colocou como uma trincheira pela manutenção dos direitos trabalhistas e o presidente Moacyr, que é um amigo de longa data, mostra mais uma vez, aceitando esse desafio de liderar esta confederação pelos próximos cinco anos, que não foge da luta. Serão anos difíceis, mas que mostrarão ao nosso Congresso a força e resistência da classe trabalhadora”, disse o senador Paim.

 
Senador Paulo Paim, José Calixto Ramos (NCST), Moacyr Roberto, Jaqueline Leite (UITA) e Artur Bueno (FST) 

José Calixto Ramos também ressaltou o duro golpe sofrido pelas entidades sindicais com a entrada em vigor da Reforma Trabalhista, mas deixou claro seu espírito de luta em prol dos trabalhadores. “Não iremos nos calar. Essa nova diretoria que hoje assume o mandato é formada de pessoas aguerridas e que tem um histórico de luta para com seus companheiros e companheiras de classe. Não tenho dúvidas de que a CONTRATUH está em ótimas mãos”, avaliou Calixto.

Ameaças aos trabalhadores da America Latina 
A representante da UITA, Jaqueline Leite, afirmou que as tentativas de retirada de direitos que acontecem no Brasil é uma tendência global e que vem assolando países vizinhos também. “Na Argentina, estão tentando fazer a mesma atrocidade de retirada de direitos que foi feito no Brasil, com o falto discurso de modernização e geração de empregos. Ora, é só pegarmos os exemplos de locais que fizeram essas alterações para vermos que não há aumento de empregos, mas um precarização da qualidade do trabalho com o único intuito de aumentar os lucros das empresas”, alertou.

FONTE: NCST

Eventos

Agenda